fbpx
gestao de risco - saiba tudo que você precisa para lidar com riscos em sua operação

Gestão de riscos: o que é e sua importância em uma empresa

Pode-se dizer que toda empresa se encontra, em certo grau, vulnerável a riscos internos e externos que ameaçam sua gestão e seus resultados. Isso é inevitável e compreensível, ainda mais em um mercado dinâmico em que tecnologias surgem continuamente. Uma dessas novidades, que tem tido grande êxito, são as maquininhas de cartão de crédito.

 

O fato é que a instabilidade gerada por determinados riscos pode, até mesmo, fazer com que a organização chegue à falência, ou perto disso, gerando custos inimagináveis.

 

Porém, a boa notícia é que há formas eficientes de prevenir estas situações. Como? Realizando uma gestão de riscos eficiente na empresa, controlando e mensurando as maiores ameaças.

 

Quer dizer, é possível evitar que estes riscos pré-identificados venham a atingir os mais diversos setores do empreendimento, em especial o financeiro que é a base da organização.

 

Neste artigo, vamos tratar da gestão de riscos e sua importância em uma empresa. A gestão de riscos em projetos, por exemplo, é essencial para prevenir desperdícios de recursos como os financeiros e relativos a mão de obra.

 

Mas você sabe exatamente o que é gestão de riscos, ou gostaria de entender seu conceito com mais exatidão?

 

Então, vamos começar pelo início.

O que é gestão de riscos?

Em termos conceituais, gestão de riscos consiste na aplicação de medidas que tenham potencial de prevenção e eliminação dos riscos considerados na organização.

 

Uma das estratégias mais importantes para uma empresa é a gestão de riscos financeiros, evitando dívidas e gastos desnecessários e desobstruindo o aumento do faturamento e dos lucros.

 

Portanto, gestão de riscos envolve:

 

  • processos que visam a proteger a empresa das influências negativas dos riscos detectados. Tais riscos podem ter várias consequências, e a probabilidade de que cada um deles venha a acontecer é variável;
  • estratégias que equilibrem objetivos (metas) e riscos atrelados aos mesmos;
  • questões de governança corporativa.

Qual a importância da gestão de riscos para um negócio?

Uma vez que temos uma noção do que é gestão de riscos em um empreendimento, vamos agora tratar da relevância desse processo no ambiente empresarial.

 

É verdade que alguns riscos são inevitáveis e imprevisíveis, tendo em vista que não se pode controlar todos os fatores externos e nem mesmo internos.

 

Mas, certamente, a gestão de riscos financeiros e a gestão de riscos em projetos, por exemplo, constituem um enorme diferencial para o sucesso de uma empresa.

 

Não importa se sua empresa é pequena, média, grande ou um megaempreendimento, a gestão de riscos é igualmente necessária. Ela vai talhar o caminho da organização até o futuro, ou seja, rumo a suas metas, com a menor possibilidade de erros possível. Esses erros podem significar:

 

  • perdas no âmbito financeiro, por exemplo por falta de conhecimento de mercado e de produção no lançamento de um produto ou serviço;
  • desperdício de processos e recursos operacionais, de maneira que os processos organizacionais se tornem mais instáveis, vulneráveis e menos eficientes. Isso reflete em queda na produtividade;
  • perda de lucratividade, ao não solucionar ameaças a tempo. Quando já tiverem atingido a organização, consertar as consequências pode sair caro.

 

Como realizar uma gestão de riscos eficaz?

Já sabemos o que é gestão de riscos e sua importância em uma empresa. Também expomos alguns dos principais impactos negativos que uma má gestão, ou mesmo sua ausência pode provocar na organização.

 

Então, como fazer uma gestão de riscos adequada?

 

Muitas empresas dispõem de setores específicos para tratar do gerenciamento de riscos. Outras, contratam consultorias para localizar ameaças e desenvolver estratégias de prevenção. Entretanto, nem toda empresa tem recursos para dedicar um setor especialmente a esse processo. Por isso, você mesmo e seus funcionários podem aprender a gerenciar os riscos do negócio.

 

Seja qual for o caso, é importante que todos os membros da empresa estejam engajados no objetivo de cumprir o planejamento de gestão de riscos.

 

Para facilitar, vamos mostrar a você os passos básicos para realizar uma gestão de riscos eficiente em uma empresa, de forma simples e prática:   

1. Identifique os riscos

Os riscos de cada empresa são diferentes, pois cada empresa tem suas características próprias. Riscos também têm a ver com o nicho de mercado no qual o negócio está inserido.

 

Sobretudo, é necessário encontrar as fraquezas e vulnerabilidades da sua empresa. Recomendamos, ainda, que você identifique a fase evolutiva do seu empreendimento, desde o amadurecimento inicial até a expansão a consolidação, para, assim, verificar os reais riscos existentes.

2. Conheça os processos e as atividades

Converse com os funcionários, especialmente os gestores, e entenda todas as atividades envolvidas na organização, bem como os riscos atrelados a elas.

 

Saiba identificar o grau de ameaça de cada risco, quer dizer, a probabilidade de cada um deles ocorrer e os impactos resultantes. Verifique a necessidade de prevenir os riscos por ordem de prioridade.

 

Esta é a fase da análise quantitativa, em que você vai compreender “o que está em jogo”.

3. Conheça os números

Aqui, você vai analisar os possíveis riscos em termos numéricos. Você e sua equipe vão identificar as possíveis consequências dessas ameaças sobre o empreendimento, em termos de valores.

4. Encontre respostas

Certo, os riscos já foram identificados e listados em ordem de prioridade, considerando seus efeitos qualitativos e quantitativos.

 

Agora, é a hora do “vamos ver”.

É o momento de elaborar um plano de prevenção, monitoramento e eliminação dos riscos identificados.

 

Atenção: as soluções estabelecidas precisam ser claras e factíveis. Quanto mais informações, mais exato o planejamento. Por exemplo, os procedimentos de automação.

5. Prevenção

Mais uma vez citamos a prevenção de ameaças como um dos pilares da gestão de riscos. “Prevenir é melhor do que remediar” é um ditado universal.

 

Por isso, mensure e monitore os riscos, estando sempre à procura de vulnerabilidades antes que elas atinjam de maneira desastrosa seu negócio.

 

Prevenção de riscos envolve ações operacionais como:

 

  • relatórios;
  • sistemas de controle;
  • políticas internas;
  • ferramentas tecnológicas;
  • canal de denúncias.

Enfim, entender o que é gestão de riscos e o básico sobre sua execução em uma empresa é fundamental para o sucesso de um negócio. Acompanhar as transformações externas, que se refletem em riscos internos, é inevitável, e para isso você deve sempre se manter informado. Nunca deixe de vigiar!

 

Então, o que achou das nossas dicas sobre gestão de riscos? Você pode analisar mais a fundo cada um dos itens abordados, conforme o contexto do seu negócio, criando um plano específico de acordo com suas metas.

 

Que tal conhecer nossa maquininha PayGo e descobrir como ela pode aumentar suas vendas, reduzindo riscos de queda de lucratividade?

Comments ( 0 )
Central de Atendimento 0800 727 9904