Pagamento recorrente: saiba tudo sobre as transações que estão conquistando o mercado

Se você é vendedor ou tem uma empresa, já deve ter ouvido falar em recorrência. O pagamento recorrente é um método de receber por seus produtos ou serviços que cada vez mais vem “abocanhando” os mercados brasileiro e global. Definitivamente, a recorrência de compras tem proporcionado maiores lucros e fidelização de clientes em organizações de diferentes nichos.

O modelo de pagamento que você utiliza em sua empresa é essencial para o setor de vendas. Então, neste artigo, vamos falar sobre pagamento recorrente, respondendo a questões como: 

  • O que é pagamento recorrente?
  • Para quem serve a recorrência?
  • Como funciona o pagamento recorrente?

As maiores empresas do mundo têm utilizado pagamento recorrente com seus clientes, chegando a faturamentos estratosféricos. Continue lendo e descubra mais sobre a recorrência e a recorrência digital, e como sua empresa, dependendo da área em que atua, pode recorrer essa modalidade de pagamento para ganhar muito mais – dinheiro e clientes!

O que é pagamento recorrente?

Você pode já ter ouvido falar nisso, mas realmente sabe o que é recorrência de transação? 

O pagamento recorrente é uma maneira de pagar produtos ou serviços por meio de assinaturas, contratos, mensalidades e planos, de forma automática e com frequência periódica pré-acordada (diária, semanal, mensal, semestral, anual etc.). 

A cobrança recorrente ocorre a partir do cadastramento do cliente e de sua forma de pagamento recorrente: cartão de crédito, boletos, débito automático. 

No Brasil, a recorrência é realizada principalmente através do boleto recorrente, embora a garantia de menor inadimplência seja através de pagamento automaticamente debitado no cartão de crédito. 

O pagamento recorrente é realizado por meio de contratos, em geral exigindo certo período de fidelização mediante multa por rescisão antes do previsto. 

Algumas das empresas que mais utilizam pagamentos recorrentes são:

  • Escritórios contábeis;
  • Prestadores de serviços;
  • Academias;
  • Escolas e faculdades;
  • Consultórios odontológicos;
  • Profissionais liberais;
  • E-commerce, incluindo aplicativos – recorrência digital;
  • Serviços de streaming.

O pagamento recorrente é sem dúvidas uma tendência inevitável no mercado, e muitos outros nichos podem utilizá-lo de forma inovadora e lucrativa. Lucrativa mesmo

Segundo relatório da empresa norte-americana Research and Markets, a economia da recorrência deve gerar, através de cartões de débito e crédito, apenas nos Estados Unidos, 473 bilhões de dólares até 2021. Em reais, isso dá trilhões de dinheiro! 

Você pode estar perdendo a oportunidade de utilizar pagamento recorrente e aumentar seu faturamento e o número de seus clientes: a recorrência é o futuro!

Como se dá a cobrança recorrente?

A cobrança recorrente ou pagamento recorrente pode ser das seguintes maneiras:

  1. Boleto bancário;
  2. Cartão de crédito ou débito;
  3. Débito em conta;
  4. Dinheiro.

Em alguns países, como a França, o cheque ainda é bastante utilizado para pagamento recorrente. No Brasil, como mencionamos, o boleto ainda é o grande protagonista em termos de recorrência, porém, o cartão de crédito vem ganhando mais e mais espaço no mercado da recorrência de compras. Empresas de telecomunicações, por exemplo, costumam empregar boleto bancário, mas mesmo elas têm aderido ao débito automático.

Uma das grandes preocupações de qualquer negócio – e do pagamento recorrente – é evitar a inadimplência, e nesse ponto o débito automático é vem sendo muito útil. 

Cartões de crédito são bastante utilizados em negócios online, como assinaturas para uso de produtos como programas ou de serviços como plataformas com diferentes finalidades. A recorrência digital tem se mostrado prática e facilitada tanto para vendedores como para clientes.

Mas, agora, você pode estar se perguntando: qual é a diferença entre pagamento recorrente e pagamento parcelado? Não, eles não são a mesma coisa. Vamos ver por quê.

Pagamento recorrente e pagamento parcelado: qual a diferença?

Falando em termos práticos: 

  • Pagamento recorrente: a contratação do produto ou serviço é por certo período, semelhante a assinatura;
  • Pagamento parcelado: o parcelamento bloqueia o limite do cartão – isso não ocorre na cobrança recorrente.

No entanto, o valor de cada parcela tem menos possibilidade de gerar inadimplência, visto que a operadora do cartão realiza o faturamento do montante total.

Quer entender melhor? 

Você já ouviu falar em streaming? Caso não saiba, streaming consiste em transmitir continuamente através de fluxo de mídia, distribuindo conteúdo digital. É uma tática oposta à descarga de informações: os dados são difundidos em uma rede, em geral por meio de pacotes, oferecendo conteúdo multimídia online.

Pois bem, suponhamos que um plano Premium de um serviço de streaming custe 1.000 anuais. Você, cliente, vai contratar esse serviço por 1 ano e, quando esse período acabar, seu pacote vai ser renovado por igual período de forma automática – a não ser que você solicite o cancelamento do serviço, é claro.

Entretanto, você pode parcelar o valor total de 1.000 reais em várias vezes, digamos 12, ou seja, 1 vez por mês. Aqui, um problema: a cobrança em parcelas bloqueia o limite do cartão de crédito, como dissemos, o que não acontece no caso do pagamento recorrente.

Quem pode utilizar o pagamento recorrente?

O pagamento recorrente é muito vantajoso – como você vai ver a seguir – mas nada é perfeito. Nem todo mundo pode trabalhar com essa modalidade de cobrança.

E como fazer para saber se dá para usar o pagamento recorrente no seu negócio? 

É necessário que você verifique seu mercado: as assinaturas vão ter adesão? Avalie detalhadamente quantos clientes você tem e qual é o perfil deles. Precisam de serviços ou produtos contínuos? É que de nada serve vender muito no início e não ser capaz de manter ou elevar as conversões. Por isso, veja o número de usuários ativos que você tem e seu engajamento com a marca. Em resumo: teste a relevância do seu serviço ou produto.

 Vá além: verifique as estatísticas de cancelamento – churn – ou seja, qual o número de pessoas que estão deixando de utilizar seus serviços ou produtos. Caso essa taxa for alta, é provável que seu produto ou serviço não cumpra o que promete ou não tenha potencial para uso recorrente – ou pagamento recorrente. 

Quais as vantagens do pagamento recorrente? 

A recorrência da jornada de venda apresenta várias vantagens – não à toa vem dominando o mercado. Vejamos algumas: 

  • Planejamento financeiro eficiente;
  • Retenção de consumidores;
  • Diminuição de custos para ganhar clientes: menos marketing;
  • Negócio escalável;
  • Receita sustentável;
  • O cliente não tem seu limite de crédito afetado;
  • Cobrança automatizada – menos inadimplência;
  • Praticidade para o cliente e o vendedor.

É claro que as vantagens do pagamento recorrente estão atreladas à pontualidade na entrega de produtos e serviços e na qualidade destes. Cliente insatisfeito é cliente que pode ser perdido para sempre – levando consigo outros clientes ou potenciais clientes. 

Serviço de recorrência da PayGo

A PayGo, referência no mercado em métodos de pagamento e gestão de negócios, possui a solução ideal para que seu cliente possa cobrar planos, mensalidades e assinaturas de produtos e serviços de forma recorrente, além de proporcionar mais comodidade e conveniência.

Assim, você pode realizar cobranças mensais de produtos e serviços, comprometendo o limite de crédito do cartão somente a cada parcela lançada.

Nosso serviço de pagamento recorrente serve para qualquer tipo de estabelecimento comercial que trabalhe com produtos ou serviços que envolvam mensalidades ou assinaturas. Além disso, é uma maneira de fidelizar seus clientes a longo prazo, ao vender seus produtos de uma maneira inovadora.

Veja só o que você vai ter com o sistema de recorrência PayGo:

  • Transações recorrentes de forma digital e segura;
  • Inserção manual ou através de processamento de lote;
  • Agendamento de cobranças mensais seguindo a data de preferência do cliente;
  • Painel para acompanhamento e controle das transações; 

Porém, é necessário realizar afiliação e-commerce junto às Adquirentes homologadas, e o custo é fixo por transação, independentemente do valor do produto ou serviço.

Faça seu negócio crescer com as facilidades da PayGo!

Comments ( 0 )
Central de Atendimento 0800 727 9904